FitEscola | IMPACTO DA HIDRATAÇÃO NO DESEMPENHO COGNITIVO
18318
single,single-post,postid-18318,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-6.1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive
Your days of crying out and wanting to know- Can One pay out an individual to prepare my essay, have ended! Our company of writing an essay skilled writers is certified in addition to professional to produce on any subject matter that may be on your mind. Whether you desire a complete fledge case study on Fiscal Heritage with graphs and basic facts, or perhaps examine pieces of paper on Financial Institutions and Investment Areas, or an essay on World wide Small business Management as well as assignment concerning Business Idea and Design and style, our writers can appeal you in all areas given that they have specialized diplomas plus a lot of experience with these job areas.
Hispanic boy with curly hair drinking from a water fountain in a park

11 Set IMPACTO DA HIDRATAÇÃO NO DESEMPENHO COGNITIVO

Um bom estado de hidratação está relacionado com a melhoria da função cognitiva, em crianças e adolescentes, e com o aumento dos níveis de energia percecionados pelas mesmas. [ ler mais]

Enquanto a desidratação e os seus efeitos deletérios, na saúde e no desempenho físico e intelectual, estão bem documentados na literatura, pouca investigação científica existe sobre os efeitos de um padrão adequado de essay writing service hidratação nos mesmos parâmetros.

Um bom estado de hidratação parece beneficiar:
1- Memória de curto-prazo;
2- Os níveis de energia/vigor.

Evidências científicas sugerem que a disfunção cognitiva, resultante da desidratação, pode ser resultado de alterações no perfil hormonal, nomeadamente, nos níveis sanguíneos de cortisol, que parecem aumentar nesta condição. A hipercortisolemia (valor sanguíneo de cortisol elevado) tende a prejudicar a memória a curto-prazo. Por outro lado, um nível de hidratação normal (euhidratação) parece estar associado a níveis normais de cortisol no sangue, o que pode explicar os efeitos benéficos de um bom estado de hidratação na memória a curto-prazo.

Os níveis mais elevados de energia/vigor, reportados pelas crianças, podem ser explicados fisiologicamente, se considerarmos que a ingestão de líquidos está relacionada com o aporte de glucose ao sistema nervoso central. Um aporte adequado de glicose pode melhorar o desempenho de tarefas cognitivas em crianças, e ser percecionado, pelos mesmos, como aumento da energia/vigor.

É importante desenvolver e implementar políticas escolares de hidratação que contribuam para a melhoria do padrão de ingestão de água e, desta forma, para um bom estado de hidratação das crianças e adolescentes, diminuindo o risco de desidratação.

A disponibilidade de água é um dos fatores que mais influencia a ingestão de líquidos, pelo que é fundamental:
1- A existência de bebedouros no recinto escolar;
2- Garrafas de água na secretária da escola;
3- Os professores relembrarem, frequentemente, os alunos que devem ingerir água durante o período de aulas e no restante dia.